Dr. Rogério Hamerschmidt

Dr. Rogério Hamerschmidt, Professor Adjunto do Hospital de Clinicas da Universidade Federal do Paraná e Chefe do Serviço de Implante Coclear do Hospital de Clinicas da Universidade Federal do Paraná e do Hospital IPO – Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia, Curitiba/PR, nos apresenta abaixo suas opiniões sobre a evolução do programa de Implante Coclear no Brasil e os desafios dos profissionais desta área da saúde.

-----

“O IMPLANTE COCLEAR NO BRASIL

Atualmente estamos em uma época de franca evolução da medicina em todo o mundo e a evolução da tecnologia e da engenharia foi um fator preponderante para esse avanço na saúde. Neste quesito encontra-se o implante coclear, o mais moderno tratamento para a surdez severa e profunda existente atualmente, e uma realidade em todo o Brasil há vários anos.

Com a disseminação do conhecimento, a internet, as pesquisas publicadas, os congressos médicos e as constantes reuniões realizadas sobre surdez em todo país, cresceu muito a demanda pelo tratamento da surdez e com isso foram necessárias mudanças tanto estruturais no sistema de saúde quanto de formação de novas equipes capacitadas para dar atendimento adequado a toda essa população. Face a isto, muitos novos centros de implante coclear foram criados e aprovados pelo Ministério da Saúde para realização da chamada alta complexidade em saúde auditiva, e o que vemos atualmente é que praticamente em todos os estados do Brasil existe já um centro implantador de qualidade e com equipe constituída para dar suporte a esses pacientes. Mas não foi sempre assim. Tivemos anos de muita luta e reuniões intermináveis em Brasília e nas secretarias de Saúde para mostrar a importância da criação de vários novos centros, visto que o Brasil tem dimensões gigantes e o deslocamento de pacientes por vezes se tornava inviável, além de oneroso. Hoje nossa realidade, apesar de ainda falha em muitos aspectos, já é bem melhor do que há anos atrás, e comemoramos dia a dia mais conquistas de cada centro implantador, que apesar de todas as dificuldades estruturais e de logística do Sistema Único de Saúde, consegue com muito trabalho das equipes dar atendimento de qualidade, humano e muito competente a todos os pacientes que por estes centros procuram.

Nossa luta é diária, e superando dificuldades, conseguimos ainda manter o Brasil no topo da lista dos países com melhores resultados no que diz respeito ao implante coclear, graças à dedicação de médicos, fonoaudiólogas e outros profissionais de saúde abnegados a esta causa.

Além de toda questão estrutural, temos a questão de formação profissional também envolvida. O implante coclear evoluiu muito em tecnologia nos últimos anos, e todo ano existe algum lançamento novo, algum produto, acessório, etc etc, o que faz com que tenhamos que estar constantemente nos aprimorando, viajando , buscando informações fora do Brasil, para poder oferecer aqui no nosso país o melhor que existe no mundo. Toda essa formação exige tempo, estudo, sacrifício, gasto financeiro, dentre outros, mas também neste quesito o Brasil tem profissionais em todo o seu imenso território que se empenham continuadamente para manter  a atualização constante e o aprimoramento técnico permanente.

Enfim, estamos em um momento muito delicado da saúde brasileira de forma geral, com hospitais públicos, principalmente os universitários, enfrentando graves dificuldades em se manterem funcionando, mas acreditamos num futuro melhor, com mais possibilidades, e com ainda mais dedicação e abnegação dos profissionais envolvidos no sistema público de saúde, e no que diz respeito ao implante coclear, a situação obviamente não é perfeita, mas já evoluiu bastante e a população tem esse serviço à disposição e com mais facilidade do que outros serviços relacionados à saúde que nem sempre estão disponíveis em todo Brasil.

Professor Dr. Rogério Hamerschmidt (rogeriohamer@hotmail.com)"

-----

Guia
Tech 4 Health
Vantagens

Faça sua doação

Contatos
Telefones:

(14) 3226-3388 (14) 3202-6091 (14) 3202-6092


Email:

Adap © 2018 - Todos os direitos reservados